Buscar
  • Studio 3R

Superação: dificuldades transformam caminhões em casas sobre rodas nos EUA


Apesar de viverem uma realidade na estrada bem diferente da brasileira, os caminhoneiros dos Estados Unidos também se queixam da falta de infraestrutura, com a qualidade dos pontos de parada, locais para descanso, banheiros e alimentação deixando a desejar. Por isso, muitos caminhoneiros tem investido em luxuosas casas sobre rodas para superarem esses desafios.


Para passar semanas na estrada sem se preocupar com o que os locais de parada terão a oferecer, empresas como a ARI Legacy Sleepers constroem cabines leito muito além do oferecido pelas montadoras, e, dependendo de quanto o caminhoneiro está disposto a pagar, pode escolher ter uma casa completa, com banheiro, chuveiro, cozinha, TV e outras comodidades para a estrada. A ARI Legacy Sleepers oferece esse serviço desde 2001, e, nos últimos anos, a procura pelas super cabines tem crescido bastante.


Os clientes interessados podem escolher entre uma variedade de tamanhos e disposição dos móveis dentro da cabine, em projetos normais, ou podem fazer tudo personalizado, se quiserem pagar mais por isso. Entre os pedidos das cabines totalmente personalizadas estão pisos e revestimento das paredes diferenciados, inclusive com ladrilhos, eletrodomésticos de tamanho normal, como fogão e geladeira, ventiladores de teto, sala de jogos entre outros.


O valor normal para uma personalização com o projeto básico fica em US$ 55 mil, cerca de R$ 300 mil em conversão direta. Porém, projetos maiores chegam a ficar em US$ 150 mil, quase R$ 800 mil.


Um desses pedidos especiais foi a construção, dentro da cabine, de uma garagem para uma moto, com um elevador para colocar a moto dentro do caminhão.


Os caminhões podem receber ainda painéis solares para captar eletricidade para os eletrodomésticos, e receber toldos elétricos na área externa, que podem ter até uma TV para que o caminhoneiro assista de fora da cabine.


A empresa oferece a modificação para caminhões de todas as marcas, e, apesar do gigantesco tamanho da cabine, as leis norte-americanas permitem as alterações, já que a medida dos veículos de carga não incluí a cabine.


#euamocaminhoneiro#semcaminhoneiroobrasilpara#fecamrj#riodejaneiro#internacional

0 visualização0 comentário